Onde estão as abelhas?

É creditada a Albert Einstein a afirmação de que “se as abelhas desaparecerem da face da Terra, em quatro anos a raça humana também poderá desaparecer”. Pode até ser uma previsão catastrofista, mas, é preciso que entendamos a importância das abelhas para a disseminação da vida em nosso planeta.

Durante o desenvolvimento de suas atividades, a abelhas fazem a polinização de plantas.

“Polinização é o transporte do pólen dos estames de uma flor até a parte feminina de outra; deste modo, obtêm-se as sementes que produzirão uma nova planta. Embora essa função também seja realizada pelo vento e por outros insetos, são as abelhas as maiores responsáveis pelas polinizações. Quando pousam sobre uma flor, seus corpos ficam cobertos de pólen e, ao visitarem outras flores, partes do pólen se desprendem, polinizando as plantas.”

70% dos tipos de alimentos que consumimos são polinizados por abelhas

Segundo Achim Steiner, sub-secretário-geral da ONU e diretor executivo da UNEP “de 100 tipos de colheitas que alimentam a humanidade, 70 são polinizadas por abelhas”.  Steiner, de acordo com o Independent, afirma que “os seres humanos fabricaram a ilusão de que no século 21 terão o domínio tecnológico para serem independentes da natureza”.

Aqui no Brasil é evidente, no discurso do setor produtivo agroindustrial, representado pela bancada ruralista do Congresso Nacional, o conceito (autoproclamado) de que os grandes produtores de alimentos, que trabalham com uso massivo de agrotóxicos, são os responsáveis pela alimentação e bem estar da população. Nesse caso, parecem menosprezar ou desconhecer a função natural das abelhas e da agricultura familiar de base ecológica.

Dados da IFOAM (Federação Internacional para os Movimentos da Agricultura Orgânica) registram que, no ano de 2007, uma grande quantidade de alimentos ecológicos foi colhida em 20 milhões de hectares de áreas selvagens. Nesse processo produtivo o trabalho das abelhas é fundamental.

O sumiço das abelhas

Continua sendo um grande desafio para governos e pesquisadores identificar as causas que estão levando ao desaparecimento de colônias inteiras de abelhas em várias partes do mundo.

O fenômeno é percebido na Europa desde a década de 1960, intensificando-se no final do milênio passado. Na última década estendeu-se para a América do Norte. Atualmente, o declínio da quantidade de abelhas já está sendo sentido na África e na Ásia, segundo pesquisadores que estão trabalhando para a ONU. Relatados apontam, também, ocorrências no Japão e na China, onde agricultores estão tendo de polinizar pomares com as mãos, por falta dos insetos.  No Egito já há sinais de queda nas colônias africanas, diz relatório do Programa Ambiental da ONU (UNEP).

Vários fatores, segundo os cientistas, podem estar causando o desaparecimento das abelhas:

  • A queda no número de plantas com flores
  • O uso de inseticidas perigosos
  • A disseminação global de pestes
  • A poluição do ar

Outro fator, que não é citado pelo relatório da ONU, mas que pode estar influenciando no desaparecimento das abelhas é o aumento descontrolado de áreas plantadas com organismos geneticamente modificados, os transgênicos.

Link reduzido: http://wp.me/pff11-8Q

Twitter

Link para o blog Mural Virtual – Educação Ambiental

Agrotóxicos neonicotinóides: A Bayer continua matando abelhas em todo o planeta

Anúncios

3 comentários sobre “Onde estão as abelhas?

  1. Fico com a ultima alternativa, esses tais trangenicos são uma catástrofe.

    Se as coisas acontecerem como planeja a Monsanto por exemplo o que chamamos de fome hoje em diam, no futuro será apenas falta de apetite perto do que irá acontecer.

    Grandes abraços

  2. Como sempre, “esquecem-se” de dizer que Apis mellifera é introduzida, e é uma praga, rouba pólen e nem sempre poliniza, compete em condições desiguais com as espécies nativas (que são muitas). Mas como a apicultura dá dinheiro imediato… quem liga pra biodiversidade?

Comente aqui.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s